A Intel anunciou uma nova linha de processadores de altíssima performance chamada Core X. Ela é composta por versões mais potentes dos processadores Core i5 e i7, além de uma nova linha do Core i9 que inclui o primeiro processador para consumidores finais (e não empresas) a ter 18 núcleos e 36 threads (núcleos virtuais).

Os novos processadores são voltados para gamers, trabalhadores que necessitam de máquinas altamente capazes e entusiastas de performance.

Os novos processadores são feitos com uma versão melhorada da arquitetura de sexta geração da Intel, que a empresa chama de Skylake X. As exceções são os dois modelos mais simples da linha Core X, cuja arquitetura é a Kaby Lake X, uma versão modificada da sétima geração da Intel. Todos eles são compatíveis com placas-mãe com o chipset X299, que segundo a Intel devem chegar em breve ao mercado.

Os modelos

Primeiramente, o mais impressionante. O modelo mais avançado dentre os anunciados pela Intel é o Core i9 Extreme Edition, que tem 18 núcleos, 36 threads e custa US$ 2.000 (mais de R$ 6.500, na conversão direta). A Intel não especificou o clock base ou o cache L3 dos processadores Core i9, com exceção do mais simples, que tem 3,3 GHz de clock base e 13,75 MB de cache L3. De acordo com a empresa, todos eles são totalmente destravados para overclock.

Esse, no entanto, é o mais potente dos novos Core i9. Há também versões de 16 núcleos e 32 threads, 14 núcleos e 28 threads, 12 núcleos e 24 threads e dez núcleos e 20 threads. Essas outras versões custam, respectivamente, US$ 1.700, US$ 1.400, US$ 1.200 e US$ 1.000.

Fora eles, a empresa também lançou novos Core i7 com mais núcleos do que os tradicionais quatro das linhas anteriores. Há modelos de oito, seis e quatro núcleos, cada um com o dobro de threads. Finalmente, há também um novo Core i5 de quatro núcleos e quatro threads, que é o mais baratinho da nova linha, custando US$ 242 (cerca de R$ 780).

Deixe uma resposta